Notícias

Americanos pegam empréstimos para investir em bitcoins

A mania do Bitcoin tem levado muitas pessoas a tomar atitudes arriscadas para não ficar de fora da nova moda: pegando empréstimos a juros altos para tentar faturar com a alta cotação da moeda, afirmou o presidente da Associação Norte-Americana de Administradores de Valores Mobiliários, Joseph Borg, em entrevista à CNBC.
“Hipotecas sendo aplicadas na compra da moeda digital… Muitos fazem cartões de crédito para investir”, continou Borg. De acordo com ele, o Bitcoin não é um negócio para todos. “Quem tem filhos e recebe um salário de até US$ 100 mil por ano deveria pensar duas vezes antes de mergulhar nessa onda”, disse.
A cotação da criptomoeda não para de crescer e chegou aos US$ 17 mil nesta terça-feira, dia 12.
“Estamos em um período de histeria. Em algum momento, tem que haver um nivelamento no preço. As criptomoedas vieram para ficar. Blockchain está aqui para ficar. Se será o Bitcoin ou outra moeda, eu não sei”, comentou Borg.
Contratos futuros de Bitcoin foram lançados pela Chicago Board Options Exchange (CBOE) no último domingo, dia 10 de dezembro, com grande sucesso, afinal eles legitimizam a criptomoeda como qualquer outro ativo disponível no mercado.
Outra gigante do setor também vai apostar na euforia do Bitcoin: a Chicago Mercantile Exchange (CME) deve lançar seus contratos futuros no próximo dia 18.
Borg analisa que apesar dos contratos futuros serem regulados, o Bitcoin não é, porém isso não é uma coisa ruim. “A tecnologia não para de se desenvolver e os reguladores devem entender que a inovação chega independente de sabermos como ela funciona, ou seja, sempre superam qualquer expectativa”, finalizou.
Mercado Nacional
Ainda não há nenhum estudo sobre o comportamento dos brasileiros em relação ao Bitcoin. Contudo é notável que o aumento do interesse por criptomoedas não para de crescer e que, em breve, podemos começar a ver situações do tipo se repetindo Brasil afora.
O post Americanos pegam empréstimos para investir em bitcoins apareceu primeiro em Bitcoin Brasil.

Fonte: Bitcoin Brasil

Deixe sua opinião