Notícias

Banco Sul-Coreano Testa Serviço de Custódia de Bitcoin

Shinhan, o segundo maior banco comercial da Coreia do Sul em valor de mercado e base de consumidores, iniciou a fase de teste de seus serviços de custódia e de carteira de bitcoin.

Por que um grande banco sul-coreano decidiu lançar uma Plataforma de custódia e carteira de Bitcoin

Um representante do Shinhan Bank disse à Naver News, uma mídia da Coréia do Sul, que o banco chegou a uma decisão corporativa de lançar essa plataforma como resposta aos recentes ataques hackers a exchanges sul-coreanas, incluindo a Bithumb.

Em junho, a Bithumb, da Coreia do Sul, a maior exchange de criptomoedas do mundo em volume de negócios, sofreu uma violação de segurança que afetou 30 mil usuários. Como consequência, o banco reembolsou US$ 1 milhão em fundos e forneceu um adicional de US$ 1 milhão para os 30 mil usuários como compensação pelo ataque que haviam sofrido.

Em uma declaração oficial fornecida, um representante do banco Shinhan disse:

“Shinhan está testando uma plataforma virtual de cofre de bitcoins em que as chaves privadas dos endereços e carteiras de bitcoin são gerenciadas e emitidas pelo banco. O banco pretende fornecer o serviço de cofre gratuitamente e cobrar uma taxa por saques”.

Dado que Shinhan atende milhões de usuários ativos e dezenas de milhares de corporações na Coreia do Sul, a integração de um cofre de bitcoin e uma plataforma de carteira na infra-estrutura existente do sistema bancário Shinhan iria imediatamente introduzir o bitcoin para os consumidores em geral na região. Essa exposição do bitcoin ao mainstream na Coreia do Sul, um mercado líder quando se trata de criptomoedas, aumentaria significativamente a taxa de adoção de bitcoin no país.

Shinhan se tornará o primeiro banco comercial a introduzir o serviço de Carteira e Custódia de Bitcoin

Se o Shinhan lançar sua plataforma até meados de 2018, conforme planejado, a empresa se tornará o primeiro banco comercial regulado e em larga escala a prestar serviços de custódia e de carteira de bitcoins.

Nesta fase, se o Shinhan irá oferecer serviços de corretagem e de negociação bitcoin para permitir que seus clientes existentes a comprar ou vender bitcoin ainda não está claro. É provável que o Shinhan se associe a exchanges de criptomoedas na Coreia do Sul, como Bithumb, Coinone e Korbit, para fornecer liquidez à base de clientes do banco.

No início deste mês, Choe Heung-sik, chefe do Serviço de Supervisão Financeira (FSS), afirmou que o governo sul-coreano não pretende impor regulamentos rígidos sobre exchanges de criptomoedas num futuro próximo.

“Embora estejamos monitorando a prática de negociação de criptomoedas, não temos planos agora para supervisionar diretamente as exchanges. A supervisão virá somente após o reconhecimento legal dos tokens digitais como uma moeda legítima”, disse Choe.

A integração e adoção de bitcoin pelo segundo maior banco do país significaria que o bitcoin já se tornou uma moeda legítima. Como tal, com a integração do bitcoin pelo Shinhan, também é provável que o governo sul-coreano irá regulamentar o bitcoin, como o Japão fez em março.

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Fonte:Portal do BTC

 

Deixe sua opinião