David Burt, premiê e Ministro das Finanças do território ultramarino anunciou que irá adotar “medidas ponderadas”, com o objetivo de tornar a ilha “uma das líderes globais no ramo das Fintechs”.
A proposta enquadra o ICO como uma atividade comercial restrita, o que quer dizer que os potenciais emissores deverão obter a permissão do Ministro das Finanças antes de começar as suas atividades. Para a segurança dos investidores, certas informações sobre os tokens ou moedas virtuais deverão ser fornecidas pelas companhia.

Um comitê foi formado no parlamento para discutir mais detalhes, contando com a participação do setor privado.
O objetivo seria trazer novas companhias e empregos, além de aumentar a receita governamental.
Apesar de favorável, o premiê destacou que atos complementares, como a Lei do Mercado de Capitais, ainda serão aplicáveis, o que pode restringir um pouco a liberdade dos empreendedores que desejam fazer seus ICOs nas Bermudas.
Para os curiosos, segue a íntegra da proposta. Uma versão oficial deverá circular em breve.


Ganhe alto com a Binance

A maior e mais confiável das exchange está aceitando novos cadastros por tempo limitado, aproveite e obtenha grandes lucros no mercado de criptomoedas com essa incrível plataforma de trading.

Acesse já: https://www.binance.com