Notícias

Coreia do Sul estuda regulamentar o mercado de criptomoedas

Parece que as previsões que dizem que o Bitcoin vai fechar o ano com valores que vão de 30mil ate 100mil estão começando a ter bases fundamentais que confirmam essas análise, pois depois do Facebook voltar atrás de sua decisão de impedir anúncios de criptomoedas em sua rede social, agora é a vez da Coreia o Sul de afrouxar as proibições feitas ao mercado de criptos.

Os vigilantes financeiros da Coreia do Sul vão aliviar os regulamentos sobre as criptomoedas e criar políticas ótimas para apoiar o crescente setor. A Korea Times revelou em 6 de julho de 2018, que o país está seguindo as exigências do G20 para estabelecer “regulamentos unificados” para a indústria de ativos digitais.

O Financial Supervisory Service ( FSS ) e a Financial Services Commission ( FSC ), os dois reguladores que supervisionam as políticas financeiras na Coreia do Sul, também revisaram suas diretrizes relativas ao comercio de criptomoedas.

As autoridades confirmaram que o governo não se opõe às criptomoedas, mas manteve uma postura rigorosa sobre a aplicação de políticas fortalecidas para conter a lavagem de dinheiro e atividades ilegais usando criptomoedas. A publicação citou um funcionário do governo que disse:

“Estabelecer regras unificadas é uma questão complicada, dada a gama mais ampla de avaliações entre agências governamentais. É por isso que o país precisa de cooperação internacional estreita, pois ainda está nos estágios iniciais das diretrizes de ajuste fino. ”

Mercado Difícil de Administrar

Funcionários do FSC e da FSS observaram que o governo continua pessimista quanto a ICOs , e embora o conceito subjacente de criptomoedas seja bem compreendido, é “difícil valorizá-los como ativos financeiros”. Em vez disso, o governo está pressionando para classificar os ativos como “produtos não financeiros” devido à sua natureza de preços orientada pela especulação.

O nascente setor das criptomoedas chamou a atenção das autoridades em todo o mundo, com a maioria dos países introduzindo regulamentações limitadas ou proibindo completamente a classe de ativos. Enquanto as nações menores, como Malta e Bermuda lançaram legislação para o setor, nenhuma regulamentação firme ainda não foi introduzido por grandes economias fora alguns poucos que proibiram as negociações desses ativos digitais.

Deixe sua opinião