Notícias

Enquanto Bolsas pelo mundo adicionam Bitcoin, Indonésia diz que vai proibir a moeda

Enquanto o mercado aguarda ansioso a estreia do Bitcoin na CME, a maior bolsa de ativos futuros do mundo, prevista para 18 de dezembro, a CBOE (Cboe Futures Exchange), fez um anuncio inesperado, dizendo que irá listar os contratos futuros de bitcoin para negociação a partir de 10 de dezembro, com o símbolo “XBT”, tornando-se assim, a primeira bolsa americana a listar a moeda virtual para investidores.  Além disso, a Tokyo Financial Exchange, uma das principais bolsas financeiras do Japão, também anunciou que pretende lançar mercados futuros de Bitcoin, aderindo assim a corrida pelo bitcoin futuro, que, segundo rumores, conta também com a Nasdaq, a segunda maior bolsa de ações do mundo, que também estaria desenhando planos para incluir o Bitcoin em seu mercado até 2018.

No entanto, mesmo ganhando cada vez mais atenção do mercado financeiro o Bitcoin ainda enfrenta muito preconceito no tradicional mundo politico. No caso do Reino Unido, por exemplo, o governo anunciou que está planejando inserir regulamentos mais rigorosos para as criptomoedas, segundo o anuncio, tudo com o objetivo de combater o crime, evitar a evasão de divisas e a lavagem de dinheiro, digamos que a mesma ladainha de sempre, como se isso nunca houvesse sido feito antes de diversas outras maneiras, usando de gado a taxis.

Segundo o Tesouro londrino, os traficantes estão utilizando pagamentos em criptomoedas, para alavancar seu comercio e proteger seus lucros. “O motivo pelo qual o bitcoin foi criado é genuíno e honesto, mas seu uso tem sido ‘sequestrado’ e explorado por inúmeras pessoas no submundo do crime, é isso que queremos combater“, afirmou o inspetor-chefe  Gary Miles, chefe da operação de contra-fraude do Londres Met Police.

Já no governo da Indonésia, conforme noticiou o Criptocoinews, não há elogios a moeda que, superando todas as altas históricas, passou dos US$ 11 mil dólares este ano, registrando uma valorização anual superior a 1.000% . O banco central da Indonésia (BI) está planejando regulamentação para promulgar uma proibição completa de todas as criptomoedas, incluindo o Bitcoin, entre as proibições estão todo tipo de transação e negociação da moeda e sobre a mineração, ao que tudo indica, ainda não foi abordado diretamente.

De acordo com a publicação local Pikiran Rakyat, o anuncio foi feito durante a reunião anual do banco central na semana passada, alegando que uma regulamentação incapacitante era necessária para manter a soberania da rupia [moeda fiat da Indonésia] como a moeda legal do país. Mas não só as criptomoedas serão regulamentadas, todo o setor de FinTech, Startups e ICO também devem passar por uma fiscalização maior do Estado.

Fonte: Criptomoedas Facil

Deixe sua opinião