De acordo com o portal de noticias russo, o vc.ru, o CEO da empresa relatou o acontecido numa palestra em Moscou, segundo ele, utilizando os terminais de auto atendimento da empresa, o funcionário do serviço de pagamento Qiwi conseguiu minerar 500mil bitcoins.

A empresa responsável pelo controle e a segurança das máquinas, identificou que à noite os terminais transmitiam informações, e sua carga de trabalho disparava. Demorou cerca de três meses para encontrar o “culpado”.

O CEO da Qiwi exigiu a entrega dos bitcoins, argumentando que recursos da empresa foram usados ​​no processo de mineração. Porém o minerador saiu da empresas sem devolver os Bitcoins, Sergei Solonin CEO da Qiwi não revelou o nome do funcionário. De acordo com Sergei Solonin, a empresa não teve prejuízos com as atividades do ex-funcionário, mas os locais onde estavam instalados os terminais certamente tiveram um aumento no consumo de eletricidade.

Depois de descobrir a situação Sergei Solonin exigiu que as máquinas continuassem o processo de mineração em todos os terminais da empresa. No entanto, o processo não durou muito tempo, devido ao aumento da dificuldade  no processo de mineração e os terminais simplesmente não conseguiram efetuar o processo.

Vale destacar que, hoje 25 de julho, o valor dos bitcoins minerados pelo funcionário da Qiwi valem mais de US$ 4 bilhões.

Fonte: vc.ru

 


Ganhe alto com a Binance

A maior e mais confiável das exchange está aceitando novos cadastros por tempo limitado, aproveite e obtenha grandes lucros no mercado de criptomoedas com essa incrível plataforma de trading.

Acesse já: https://www.binance.com