Um convite inusitado agitou a comunidade da Cardano na última semana, quando a sede do Google em Londres enviou uma solicitação para Charles Hoskinson, criador da criptomoeda, com o objetivo de entender os aspectos técnicos da moeda digital e toda sua potencialidade. Circularam rumores sobre uma possível aplicação em conjunto do Google e da Cardano, mas nenhuma das partes deu qualquer dica sobre o assunto e ainda não está claro se o Google pretende trabalhar com aplicações envolvendo a criptomoeda ou qualquer outra no futuro.

Hoskinson, que também é co-fundador do Ethereum e co-criador da empresa de desenvolvimento de blockchain IOHK, prontamente atendeu ao convite da gigante mundial da internet e foi até a sede da empresa responder perguntas sobre o protocolo Ouroboros.

Durante o encontro, Hoskinson disse aos funcionários do Google que acredita que a Cardano “removerá as barreiras entre diferentes símboos de valor”, indicando uma tendência que chamamos de tokenização. Para ele, se o ouro, as moedas fiduciárias, as milhas aéreas e outros tantos itens, simbolizam riqueza e valor, logo eles precisam de um meio único que possa torná-los intercambiáveis.

Os funcionários do Google fizeram várias perguntas sobre o protocolo, processos de escala e outros aspectos técnicos relacionados à Cardano, mostrando que o interesse do Google pela tecnologia das criptomoedas está acentuado, apesar do recente bloqueio de anúncios relacionados ao ecossistema. Anteriormente, um recrutador do Google aparentemente procurou o criador do Ethereum, Vitalik Buterin, especulando a possibilidade dele integrar o quadro de funcionários da empresa. Buterin agradeceu mas negou a oferta.