A Grã-Bretanha anunciou na última quinta-feira (22) uma força-tarefa para expandir as fintechs no país e incluiu a tecnologia que sustenta criptomoedas, como o Bitcoin, como uma de suas apostas, de acordo com a Reuters.

O novo plano é parte das ações que visam ajudar as empresas de fintech a encontrar mais clientes. Fintech é o termo utilizado para as inovações e o uso de novas tecnologias por empresas do setor financeiro.

O ministro de Finanças britânico, Philip Hammond, disse que está se empenhando nessas ações para ajudar as fintechs a crescer e florescer usando de manobras internas e também externas ao Reino Unido.

Hammond e o representante financeiro australiano, Scott Morrison, assinaram um acordo de “ponte de tecnologia financeira” para ajudar empresas do gênero no Reino Unido a venderem produtos e serviços na Austrália e promover a cooperação regulatória.

“Como parte disso, uma nova força-tarefa ajudará o Reino Unido a gerenciar os riscos em torno das criptomoedas, além de aproveitar os benefícios potenciais da tecnologia subjacente”, disse Hammond em uma conferência de tecnologia financeira patrocinada pelo Ministério das Finanças.

O anúncio veio depois que os ministros de Finanças dos países que integram o G20 não conseguirem encontrar consenso suficiente para a regulamentação global das criptomoedas durante o evento que aconteceu nos dias 19 e 20 deste mês.

O ministro de serviços financeiros da Grã-Bretanha, John Glen, disse que espera um relatório provisório sobre criptoativos em breve, embora a orientação inicial seja que a escala de atividade não representa riscos significativos.

“A regulamentação poderia ser facilitadora de um setor estável e próspero de criptomoedas. Estamos presenciando uma grande empolgação. Espero que isso continue. Enxergamos oportunidades globais nas fintechs”, disse o político a repórteres.

O vice-governador do Banco da Inglaterra (BoE), Dave Ramsden, afirmou que o banco central criou um novo centro de tecnologia financeira para a aplicação de novas fintechs e que isso é muito relevante para missão da instituição, pois abrirá o caminho para as ações de Hammond.

Ramsden disse que a ascensão da tecnologia financeira pode ajudar a Grã-Bretanha a melhorar seu antigo problema de fraco crescimento da produtividade, bem como ajudar o BoE a melhorar sua infraestrutura interna.

A Inglaterra e o Brexit

A Grã-Bretanha se tornou um importante centro de tecnologia financeira. Isso pode tranquilizar o setor financeiro, pois sua saída da União Europeia (UE) já está bem próxima.

A UE também também intensificou os esforços para tornar-se mais atraente como um local para fintechs.

“A França planeja criar uma estrutura para angariar fundos via criptomoedas e pretende se tornar líder de ofertas”, disse o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire.

O presidente do HSBC, Mark Tucker, disse na conferência que a Inglaterra também enfrenta desafios consideráveis de outros centros financeiros, citando a liderança da China nas economias móveis e digitais.

“Mesmo com a posição importante de Londres, a vantagem comercial deve ser constantemente trabalhada e renovada”, disse Tucker.


Ganhe alto com a Binance

A maior e mais confiável das exchange está aceitando novos cadastros por tempo limitado, aproveite e obtenha grandes lucros no mercado de criptomoedas com essa incrível plataforma de trading.

Acesse já: https://www.binance.com