O ministro da economia da Espanha, destacou a importância de examinar o papel que as criptomoedas podem ter no crime organizado e no terrorismo, contudo ele não considera que esses tipos de ativos representem uma ameaça ao sistema financeiro global.

Durante a reunião do G20, o ministro espanhol da Economia, Indústria e Competitividade, Román Escolano Olivares, revelou que não considera as criptomoedas como uma ameaça para o sistema financeiro global, e que a União Europeia (UE) não vai esperar por um acordo a nível mundial para regular as criptomoedas.

Em discussões no G20, o ministro apontou duas questões fundamentais em relação as criptomoedas , que ele prefere chamar de cripto ativos, como a proteção ao consumidor e seu uso em atividades ilícitas.

De acordo com essa linha de discussão, ele afirmou:

O acordo geral que temos neste momento, é que os cripto ativos não são um risco para a estabilidade financeira global, mas é uma questão que precisamos monitorar ativamente“.

O ministro continuou dizendo que a proteção ao consumidor é um problema e que a Comissão Nacional do Mercado de Valores Mobiliários (CNMV) e o banco central do país emitiu declarações aconselhando os investidores a serem cautelosos.

Além disso, ele observou que é importante abordar o papel que as criptomoedas podem desempenhar no crime organizado e no financiamento do terrorismo. Segundo suas declarações, “é muito importante que existam regras claras para impedir o desenvolvimento desse tipo de atividade“, graças ao anonimato proporcionado por algumas criptomoedas.

Além disso, ele acrescentou:

Assim, o [Grupo de Ação Financeira contra a lavagem de dinheiro] FATF, que é um organismo internacional que regula este tipo de atividade, tem uma posição muito clara sobre a necessidade de monitorar e propor legislação em todo o mundo para evitar essas ações“.

A opinião do ministro está de acordo com a declaração do G20 (Grupo dos 20 países mais desenvolvidos), no entanto, em particular, Escolano disse que a União Européia não esperará por um acordo internacional sobre criptomoedas. O ministro revelou que a nova economia digital deve desempenhar seu papel no “financiamento de bens públicos, no sistema previdenciário e nas necessidades coletivas “, e não apenas nas mãos da chamada ” velha economia “.

Nesta linha, o ministro concluiu:

Nossa posição é que acolhemos as propostas da OCDE [Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico] que foram apresentadas no G20 e estamos prontos para avançar. A Espanha imediatamente se juntará a outros colegas europeus e queremos avançar sem a necessidade de esperar por um acordo global. Existem enormes problemas de distribuição de renda e a nova economia digital pode ajudar muito os países a combater esse problema“.


Ganhe alto com a Binance

A maior e mais confiável das exchange está aceitando novos cadastros por tempo limitado, aproveite e obtenha grandes lucros no mercado de criptomoedas com essa incrível plataforma de trading.

Acesse já: https://www.binance.com