Notícias

O que Esperar dos Contratos Futuros de Bitcoin do CME

A maior bolsa de opções do mundo, a Chicago Mercantile Exchange (CME Group) lançou seus produtos derivativo de bitcoin. Aqui está o que você pode esperar disso.

Um dos mais antigos e maiores mercados de previsão adere ao Bitcoin

Na semana passada, o lançamento de futuros XBT da Cboe causou bastante agitação e um volume bastante decente no primeiro dia de negociação. Houve interesse nos contratos de vencimento de janeiro, com um pouco mais de 1.500 vendidos. No entanto, os meses seguintes ainda não estão muito populares, pois apenas 70 foram vendidos para fevereiro e 150 para março. Claro, é cedo, mas os principais players de derivativos vêem a falta de liquidez. Isso poderia mudar, já que o CME Group acaba de lançar seus produtos futuros de bitcoin. É seguro dizer que o CME é uma “baleia” muito maior no mercado e tem uma base de clientes muito mais ampla. O lançamento do CME deve proporcionar mais liquidez, ao mesmo tempo que torna os “longs” e “shorts” mais fáceis para os traders institucionais.

Apostas alavancadas legalizadas

Os mercados futuros não são diferentes dos jogos legalizados onde pode-se fazer apostas no resultado futuro de uma commodity, ação, moeda e agora também bitcoin. Os futuros são populares porque eles permitem opções de alavancagem (usando alavancagem significa que você está recebendo um empréstimo com base em um depósito) e, normalmente, a maioria dos contratos futuros exige apenas 10%, ou seja, você pode operar 1 milhão tendo depositado apenas 100 mil. No entanto, os futuros do Grupo CME exigirão que os investidores atinjam uma margem de 43%. Uma unidade de contrato é de cinco bitcoins definida pelo preço da Taxa de Referência de Bitcoin do FCC FC (BRR).

Portanto, a razão pela qual os investidores de varejo investem em futuros é porque, por exemplo, um preço de US$ 19.000 por BTC, uma pessoa teria que investir US$ 95.000 para obter lucros com os aumentos do preço ou a queda do preço de cinco bitcoins. Essencialmente através da magia do poder de empréstimo (alavancagem), os traders só precisam pagar US$ 40.850 para obter alguns ganhos.

Ao contrário dos futuros de Cboe, que é exclusivamente baseado no índice Gemini, a taxa de referência do preço do grupo CME é obtida de quatro. A taxa BRR vem das exchanges de bitcoin Kraken, GDAX, Bitstamp e Itbit, que coincidirão com o Índice Bitcoin em Tempo Real (BRTI) da empresa.

Opções de serviços de corretagem limitada significarão liquidez limitada

Assim como os contratos de futuros de bitcoin da Cboe, no CME Group os investidores precisarão utilizar um serviço de corretagem. Atualmente, não há muitos serviços que ofereçam futuros para ambas as empresas, o que provavelmente causará problemas de liquidez. Na segunda-feira, o maior serviço de corretagem online TD Ameritrade oferecerá os contratos da Cboe, mas não fornecerá os produtos do CME no momento. A Interactive Brokers, que foi um dos primeiros a fornecer os produtos da Cboe também permitirão os futuros do CME. Os futuros do CME poderão ser comprados em contratos para os dois meses mais próximos no ciclo trimestral de março (Mar, Jun, Set, Dec), juntamente com os dois meses de série mais próximos.

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Fonte:Portal do BTC

Deixe sua opinião