Notícias

Quanto as maiores empresas brasileiras valem em bitcoins?

Parece que o fôlego do bitcoin não tem fim. A moeda digital continua se valorizando e atingiu a máxima de US$ 8.100 no CoinDesk e ultrapassou R$ 29 mil no Mercado Bitcoin nessa quinta-feira (23/11/2017). E por estar sendo mais aceito no mercado, resolvemos imaginar usar bitcoins para avaliar algumas das principais empresas brasileiras. Vale lembrar que consideramos nesta pesquisa as cinco primeiras colocadas no ranking da consultoria Austin Rating que classifica as 1500 maiores empresas brasileiras, de acordo com a receita líquida obtida no ano passado.
O petróleo é nosso
A Petrobras, maior empresa estatal do país, teve receita líquida de R$ 282,5 milhões no ano passado. Atualmente, a companhia valeria o equivalente a cerca de 10,6 milhões de bitcoins.
Pequeno império
A JBS, é uma das maiores indústrias de alimentos do mundo, e apesar do envolvimento de seus executivos em investigações da Operação Lava Jato, registrou receita líquida de R$ 170,3 milhões. Se o cálculo tivesse sido feito na mais popular moeda digital estaríamos falando de aproximadamente 6,4 milhões de bitcoins.
Gigante da mineração
A mineradora multinacional Vale alcançou R$ 94,6 milhões em receita líquida em 2016. Caso fosse vendida hoje sairia pela “bagatela” de cerca de 3,5 milhões de bitcoins.
Líder do segmento
O Grupo Ultra, companhia que atua no setor de distribuição de combustíveis, produção de especialidades químicas e serviços de armazenagem para granéis líquidos, garantiu a receita líquida de R$ 77,3 milhões no ano passado, algo em torno de 2,9 milhões de bitcoins.
Energia competitiva
A Raízen, empresa brasileira com presença nos setores de produção de açúcar e etanol, transporte e distribuição de combustíveis e geração de bioeletricidade, teve receita líquida de R$ 63,7 milhões no ano passado. Se sua receita fosse convertida para bitcoins seria de aproximadamente 2,4 milhões.

Fonte: Bitcoin Brasil

Deixe sua opinião