Em um momento de mais um forte movimento de baixa no mercado de ativos digitais – especialmente no preço do Bitcoin – o Tether (USDT) mais uma vez entra em cena. O token chamado de stable coin, que supostamente mantem o seu lastro em dólares, pode ter sido o responsável pela recente queda no preço do Bitcoin, segundo aponta um relatório feito pelos pesquisadores John M. Griffin e Amin Shame.

Porém, um estudo intitulado “Bitcoin Really Un-Tethered?”, foi publicado hoje. Seus autores adotaram uma abordagem investigativa algorítmica, usando a análise de blockchain para determinar até que ponto a liberação programada de USDTs no ecossistema de criptomoedas pode ter servido como uma ferramenta para inflar artificialmente os preços dos ativos.

Tether e mercado de bolha

O USDT é um token criado com o objetivo de transformar o dólar em um ativo digital, fornecendo maior proteção e estabilidade de mercado para as operações envolvendo a compra de ativos digitais. O token é emitido pela Bitfinex e, em tese, deveria ser lastreado em dólar na proporção de 1:1.

Entretanto, o USDT passou a sofrer com suspeitas de variados tipos de manipulação, emissão de tokens além da quantidade de dólares armazenados pela Bitfinex e falta de uma auditoria adequada. A Bitfinex vem sofrendo essas críticas há meses, e isso conseguiu com sucesso fazer grande parte da comunidade de criptomoedas acreditar que uma manipulação do mercado ligada ao USDT estaria ocorrendo de forma desenfreada.

Na época, porém, quando o Bitcoin atingia máximas históricas praticamente todos os dias, especialmente entre os meses de novembro e dezembro, a maioria dos traders não se importava com essas alegações, pois estavam muito ocupados vendo o valor de seu portfólio subir. Mas após a chegada de 2018, a capacidade do USDT de influenciar o preço do Bitcoin se tornou uma grande preocupação. De fato, a Weiss Ratings, agência de classificação de risco de ativos, chegou a fazer um relatório onde alertava para os riscos envolvendo a falta de transparência nas operações da moeda e o risco de emissões sem lastro dos USDTs.

USDT teria causado aumentos no preço do Bitcoin

O resumo do relatório de John M. Griffin e Amin Shame afirma: “descobrimos que as compras de USDT são cronometradas para ocorrerem após desacelerações do mercado e resultam em aumentos consideráveis ​​nos preços do Bitcoin. Tais transações estão associadas a 50% do aumento do Bitcoin e 64% das outras principais criptomoedas. Esses padrões não podem ser explicados por proxies de demanda do investidor, mas são mais consistentes com a hipótese baseada na oferta, onde o USDT é usado para fornecer suporte de preço e manipular os preços de criptomoeda.”

Ou seja, as manipulações de USDT e do preço dos demais ativos digitais ocorreria de forma sincronizada, na qual um aumento na base monetária do token influenciaria o preço dos ativos para cima ou para baixo. O estudo investigou um período de março de 2017 a março de 2018 e constatou tais correlações.

O estudo contraria as afirmações do Tether Report, estudo feito por um autor independente e que encontrou pouca correlação entre a impressão por amarração e os aumentos de preço do BTC. “O teste [do autor] não suporta as alegações de que os preços do BTC são movidos pela impressão do USDT – embora, Ivanov explica, sua análise estatística não necessariamente refuta completamente as manipulações”, escreveram os autores em fevereiro. O autor do Report admitiu, no entanto, que apenas uma auditoria completa resolveria a questão de uma vez por todas.

USDT rumo ao top 20

Para uma criptomoeda cujo preço é projetado para permanecer constante de 1 dólar por 1 USDT, o preço do token tem experimentado sucessivos aumentos. Recentemente, ele ultrapassou Dash e Monero para alcançar o 12º lugar em valor de mercado, segundo a ferramenta Coinmarketcap. Esse feito se deve ao declínio do mercado de criptomoedas em geral, atualmente estimado em US$273 bilhões. À medida que os mercados continuam a sangrar, o USDT, juntamente com outras moedas, torna-se um dos poucos portos seguros.

O relatório conclui:

“No geral, nossas descobertas fornecem suporte substancial para a visão de que a manipulação de preços pode estar por trás dos efeitos distorcivos substanciais das criptomoedas. Esses resultados sugerem que a supervisão e o monitoramento externo do mercado de capitais podem ser necessários para a criação de um mercado realmente livre. De maneira mais geral, nossas descobertas confirmam a narrativa de que as atividades duvidosas não são apenas um subproduto da valorização do preço, mas podem contribuir substancialmente para distorções de preço e alocações equivocadas de capital.”

 


Ganhe alto com a Binance

A maior e mais confiável das exchange está aceitando novos cadastros por tempo limitado, aproveite e obtenha grandes lucros no mercado de criptomoedas com essa incrível plataforma de trading.

Acesse já: https://www.binance.com