Tron, o projeto de internet descentralizada de US$3 bilhões, pode ter sido lançado nesta última segunda-feira, 25 de junho, mas sua total “independência” da blockchain do Ethereum ainda não estava completa até o fechamento deste artigo, baseado na publicação da agência de notícias Coindesk.

Embora o dia de ontem tenha sido planejado para servir como uma celebração do “Dia da Independência“, marcando tanto o lançamento oficial de sua rede principal quanto a finalização de sua partida de seu antigo anfitrião, o Ethereum, o projeto só alcançou o primeiro objetivo citado.

Mais precisamente, o seu fundador Justin Sun disse durante uma transmissão ao vivo que a Tron ainda está em processo de migração dos último tokens TRX de seus usuários do Ethereum para sua mainnet.

Como relatado anteriormente pela CoinDesk, a Tron iniciou a migração do seu token na semana passada, indicando na época que o processo seria finalizado no “Dia da Independência” para que os detentores de tokens pudessem usar seus TRX para votar em 27 validadores de blocos na terça-feira, 26 de junho.

Chamados de “super representantes”, esses validadores competem para produzir blocos como parte do sistema de prova de participação delegada (DPoS). No entanto, Sun sugeriu que o cronograma inicial não é mais realista.

“Esperamos terminar toda a troca de tokens e a migração nos próximos dias”, disse Sun.

Ele acrescentou que a Tron “já serviu” um terço das exchanges que suportam a troca e que, após a conclusão dos dois terços restantes, os usuários poderão retirar seus tokens das exchanges.

Apesar disso, Sun disse que a Tron pretende prosseguir com sua eleição de super-representante nesta terça-feira, embora ele tenha sugerido que poderia se estender por vários dias.

“Provavelmente este período eleitoral durará cinco dias ou algo assim, porque muitos dos detentores de tokens precisam de tempo para obter os seus tokens da rede principal”, disse ele durante a tramissão ao vivo. Cada super-representante deve obter 100 milhões de votos ou mais para ser eleito, e cada token TRX constitui um voto.

Embora a declaração de Sun sugira que alguns usuários terão que esperar para votar, os representantes do projeto disseram durante sua transmissão ao vivo que os detentores de tokens podem completar e observar os processos de votação e eleição através de seu recurso Tron Scan.

O portal – que rastreia informações sobre blocos, transações, nós e outros componentes da blockchain – revela que a Tron já produziu mais de 10 mil blocos de transações em sua rede até agora e possui quase 400 nós. Esta informação foi também confirmada por Sun na conclusão da live.

Segundo a Tron, a conclusão da eleição marcará o início da governança comunitária sobre a blockchain, que ele chama de “a fase final de um Tron independente”.